Butterflies in the stomach

butterflies in the stomach

Butterflies in the stomach é um caso típico de expressão idiomática em língua estrangeira que foi traduzida literalmente para o português e adotada com entusiasmo.

Em uma pesquisa feita hoje, o Google me diz que existem 215.000 resultados para “borboletas no estômago”.

O que significa “butterflies in the stomach“?


A expressão é utilizada tanto para definir uma sensação de nervosismo (negativa) quanto de antecipação (positiva).

Em português, temos ótimas expressões para os dois casos.

Quando estamos nervosos ou apreensivos sentimos um “nó no estômago”. Em alguns casos, sentimos um “aperto no peito” ou um “aperto no coração”.

Quando estamos vibrando de antecipação, sentimos um “frio na barriga” ou, até mesmo, um “friozinho na barriga”. Quem já não sentiu?

Então, por que será que as borboletas invadiram a nossa praia?

É apenas suposição minha, mas borboletas são poéticas. É mais “bonito” dizer “borboletas no estômago” do que “nó no estômago” ou “frio na barriga”.

Também existem casos onde o autor não só usou a expressão “butterflies in the stomach” mas também resolveu continuar falando de borboletas e outros insetos. Nesse caso, é complicado substituir borboletas esvoaçando no estômago por pedras de gelo. Você consegue visualizar?

O fato é que, mesmo sendo uma tradução literal, ela é amplamente usada em português. Mas não é por isso que devemos usar sempre.

Traduzir sempre implica em fazer escolhas.
Qual o contexto?
O que funciona melhor nesse caso? Quem é o leitor?
Se eu traduzir de forma literal o leitor vai achar que ficou “com cara de tradução”?
E se for para dublagem? Sinceramente, nunca ouvi alguém falar na vida real que está com borboletas no estômago.

Depois de ter escrito butterflies tantas vezes em tão pouco tempo, me bateu uma curiosidade. O que “butter” (manteiga) tem a ver com borboleta?

Como sempre, a internet não me deixou na mão.

Encontrei este site de etimologia que dá algumas explicações para a origem da palavra. Uma das possíveis explicações vem da cor amarela de muitas borboletas, mas não é a mais interessante. De quebra, ainda conta de onde veio o conceito de “efeito borboleta”.